Toda mãe passa por isso: de repente, você percebe que seu bebê cresceu e que, enfim, agora é chegada a hora de escolher uma escola para ele frequentar.  Nunca essa decisão é fácil de ser tomada, afinal, educação infantil envolve muitas variáveis. Isso sem contar o peso da responsabilidade por tamanho passo no desenvolvimento da criança e o desejo de fazer a escolha acertada.

Se não bastassem os questionamentos de ordem mais prática, como se o valor da mensalidade condiz com o orçamento familiar e se a escola fica próxima ou distante de casa, as dúvidas com a parte educacional são muitas e rondam a cabeça dos pais: por qual sistema de ensino optar? Dar prioridade ao conteúdo ou à parte lúdica da educação? Entre tantas metodologias disponíveis, qual escolher?

Você também tem essas dúvidas sobre educação infantil? Veja algumas dicas para ajudar na escolha da escola para seu filho!

Gaste sola de sapato

Não existe mágica para conhecer melhor a estrutura da escola e sua linha pedagógica: só é possível fazer isso pesquisando. Não hesite em visitar as instalações, observando detalhes como a infraestrutura oferecida, as salas de aula, os ambientes ao ar livre e principalmente a segurança dos pequenos – melhor ainda se for em um dia de funcionamento da escola.

Nesta parte, a sensibilidade conta pontos importantes: observe como você se sente naquele ambiente, se ele lhe transmite aconchego e se as pessoas são receptivas. Tudo isso ajuda, e muito, na adaptação do aluno. Muitos especialistas indicam, inclusive, que a criança acompanhe os pais neste momento de conhecer as escolas – a opinião delas também deve ser levada em consideração. Reflita se vale a pena descartar aquelas que seu pequeno não tenha gostado de cara.

Buscar conhecer previamente a metodologia, conversar com os responsáveis pela instituição e tirar todas as dúvidas sobre o método de ensino também é imprescindível. Um papo franco com outros pais que escolheram a escola também é desejável – procure saber se há algum conhecido cujos filhos estudem na escola pretendida e veja se estão satisfeitos (tanto os pais quanto as crianças).

Outro ponto importante é certificar-se de que a escola têm autorização para funcionar. Normalmente, essa informação está disponível na secretaria. Em caso de dúvidas, procure a secretaria municipal de educação. Embora pareça burocrático, ter a certeza disso é essencial – para ser autorizada, a escola é fiscalizada e deve estar em dia com estrutura, espaço físico, proposta pedagógica e corpo docente.

Compare os valores da escola aos da família

Opte pela escola cuja linha pedagógica seja compatível com o que você quer para a educação do seu filho.  A identificação com o método de ensino é parte fundamental desta escolha, para que se tenha confiança na instituição. É importante perceber que não se trata de procurar a escola perfeita, mas sim a mais adequada às expectativas do pais e às necessidades da criança – e isso varia muito.

Educação infantil: saiba o que observar

Apesar de contarem com um currículo básico de diretrizes estabelecidas pelas políticas nacionais de ensino, as escolas não trabalham todas da mesma forma. Em primeiro lugar, é preciso se inteirar sobre o conteúdo trabalhado e seu nível de exigência e cobrança em seus métodos de avaliação: a prioridade da escola é formar, desde cedo, alunos capazes de passar no vestibular ou existe a preocupação de preparar outras capacidades da criança para a vida? E, claro, ver se este conteúdo é o que você quer para seu filho. Existem pais que preferem uma educação mais tradicional, já outros são mais abertos a métodos mais modernos.

O próximo passo é entender como esse conteúdo é trabalhado pela escola. Aqui, entram duas questões importantes: o temperamento da criança e como ela apreende os conteúdos. Deve-se priorizar as escolas que respeitem o ritmo de aprendizado de cada um, sobretudo com crianças em idade pré-escolar: a instituição deve incentivar nelas o desejo e o prazer de aprender, estimulando suas múltiplas inteligências. Também procure saber se os professores da escola têm formação específica e se mantêm atualizados, em formação continuada.

Para além do horário de aula, veja se a escola oferece atividades extras que possam interessar a criança, como esportes, idiomas e música. Isso pode ajudar caso você não tenha a disponibilidade para levar e buscar seu filho em diferentes locais o dia todo. Mas lembre-se: deixe espaço na agenda dele para que faça as lições de casa e para que brinque livremente.

Priorize as necessidades da criança

Nunca deixe de observar atentamente o comportamento do seu filho: o que parece bom para você nem sempre será o ideal para ele ou ela.  Atente-se às reações da criança, elas funcionam como um termômetro de suas necessidades. Felicidade e interesse por aprender são ótimos sinais. Por outro lado, uma criança desanimada e com baixo rendimento escolar pode indicar que nem tudo está caminhando como deveria. No caso de isso acontecer, procure conversar com a criança e com os educadores para entender o que está acontecendo – pode ser um problema contornável, não necessariamente de mudança de escola.

Não deixe tudo nas mãos da escola

A educação infantil deve ser uma tarefa compartilhada, em que pais e escola têm seus papéis. Não queira simplesmente “entregar o trabalho” nas mãos dos educadores, envolva-se com o que acontece com a criança, procure saber o que  a escola está trabalhando e mantenha um contato próximo com os professores e orientadores.

Fique de olho

Pode ser que, depois de todo este processo, a sua escolha tenha sido acertada. Isso não quer dizer, necessariamente, que o trabalho tenha terminado. É preciso sempre ter em mente que as crianças crescem, amadurecem e, como todos nós,  estão em constante mudança. A formação da personalidade delas é um processo contínuo, o que pode significar que a escolha da escola não deva acontecer uma única vez. Fique atento para essas mudanças, que podem ou não indicar novas escolhas ao longo do caminho.

Curtiu as dicas? Receba mais textos sobre educação infantil por e-mail, assinando nossa newsletter!

%d blogueiros gostam disto: